Arquivo da categoria: Política Pública

Gestão da Educação: em Minas, estudos em ciência e tecnologia estão ao alcance de todos

Programa da Sectes estimula estudantes a apreciar e conhecer mais sobre o assunto

Sectes / Divulgação
Alunos visitam Parque da Ciência
Alunos visitam Parque da Ciência

O programa de popularização da Ciência e Tecnologia, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), já atingiu desde o início desse ano, 2.500 pessoas em Teófilo Otoni e região.

Com a mobilização do Polo de Inovação, aproximadamente 900 crianças e jovens foram estimuladas a visitar o Parque da Ciência na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) e a participar da elaboração de programas para a Rádio Ciência. Nas redes sociais, cerca de mil pessoas já integram um grupo no Facebook que discute iniciativas de ciência e tecnologia no nordeste de Minas Gerais.

Na escola Tiradentes de Teófilo Otoni, em apenas um dia, o projeto “Ciência na Escola” atendeu a 500 alunos. Eles participaram de diversas oficinas com os equipamentos do Parque e da Rádio Ciência, que fizeram parte de uma exposição na escola.

Na área externa do campus da UFVJM em Teófilo Otoni, o projeto “Terça no espaço” possibilitou que mais de 100 pessoas pudessem observar o espaço com o telescópio do Parque da Ciência.

De acordo com o coordenador do programa de Popularização da Ciência e Tecnologia em Teófilo Otoni, Wallas Siqueira Jardim, a parceria entre o Polo de Inovação e a UFVJM é importante para o desenvolvimento da educação na região. A estrutura da Universidade permite ao Polo promover o contato dos estudantes com diversos jogos, experimentos, brinquedos e desafios propostos nas visitas ao Parque da Ciência e à emissora de rádio.

“Os alunos percebem que a ciência não está apenas nos livros e decoreba das fórmulas matemáticas, mas também no olhar e no toque. O mundo a sua volta pode ser percebido e entendido de uma maneira fácil e divertida”, explicou Wallas.

Polos de Inovação

O polo de Teófilo Otoni é um dos oito instalados também nos municípios de Araçuaí, Almenara, Janaúba, Diamantina Januária, Pirapora e Salinas. Eles atuam no norte de Minas e vales do Jequitinhonha e Mucuri com o objetivo de catalisar oportunidades para o desenvolvimento econômico e social da região. As atividades oferecidas pelos Polos desenvolvem potenciais, fortalecem vocações e promovem a cidadania.

Para saber mais e participar das ações de popularização da ciência e tecnologia em Teófilo Otoni, entre em contato com o coordenador de Popularização da Ciência do Polo de Inovação de Teófilo Otoni, pelo email wallasmat@yahoo.com.br .

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/em-minas-estudos-em-ciencia-e-tecnologia-estao-ao-alcance-de-todos/

Governo de Minas: programas de proteção garantem direitos humanos de famílias mineiras

O Estado oferece gratuitamente atendimento jurídico, psicológico e social a esse público

Crianças e adolescentes ameaçados de morte, pessoas que correm risco por defenderem os direitos humanos, famílias que são vitimas de crimes violentos e testemunhas que correm o risco de morte por colaborarem com investigações em processos penais podem contar com o apoio do Governo de Minas. O Estado oferece por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), gratuitamente, atendimento jurídico, psicológico e social a esse público.

Desde 2000, o governo executa programas de proteção dos direitos humanos para atender a população de vários municípios do Estado. No total, somente em 2011, mais de 1.600 pessoas foram incluídas nesses programas. De janeiro a dezembro do ano passado, 197 pessoas que sofreram intimidações por colaborarem com processos penais foram acolhidas em locais protegidos e sigilosos pelo  Programa de Proteção a Vitimas e Testemunhas Ameaçadas (Provita).

“O cidadão mineiro que se sentir ameaçado de alguma forma, pode contar com os programas de proteção da secretaria. Todas as ações aliadas são fundamentais para que possamos resgatar a cidadania das pessoas”, destacou a subsecretária de Direitos Humanos, Carmen Rocha.

Carmen Rocha explica que o Governo de Minas mantém um serviço especializado para garantir a segurança das vítimas e seus familiares, o Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM). “O programa é desenvolvido com objetivo de reinserir os protegidos ao convívio social em locais seguros. Em 2011, mais de 600 pessoas foram atendidas e novos 12 casos foram incluídos nos dois primeiros meses deste ano”, detalha a subsecretária.

Vítimas de crimes violentos

O Governo de Minas disponibiliza, também, o Núcleo de Atendimento a Vitimas de Crimes Violentos que trabalha para acolher pessoas e famílias que enfrentam as consequências de crimes violentos como estupro, por presenciarem homicídio, latrocínio, entre outros. O núcleo está presente em quatro municípios, Belo Horizonte, Ribeirão das Neves, Montes Claros e Governador Valadares. No acumulado de 2011, as unidades acompanharam mais de 790 casos. Novos 139 casos foram atendidos pelos núcleos em janeiro e fevereiro deste ano.

O Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos (PPDDH) é o mais recente em Minas. Criado em 2010, visa a garantir a segurança e a continuidade do trabalho daquelas pessoas, grupos sociais ou entidades que lutam pela democracia, justiça social e pelos direitos fundamentais dos cidadãos. Em 2011, foram 41 casos atendidos.  O PPDDH incluiu novos três casos até fevereiro deste ano.

Mulheres

No caso de mulheres vítimas da violência doméstica, o Centro Risoleta Neves de Atendimento (Cerna), também vinculado à Sedese, é referência para as mineiras que sofrem ou sofreram agressões físicas ou psicológicas.

Em 2011, quase 1600 mulheres tiveram apoio psicológico, jurídico e social no Cerna.  Quem tem interesse pode procurar diretamente a unidade (Rua Pernambuco, 1000, Savassi).

Acesso

Interessados nos atendimentos prestados pelo NAVCV podem procurar diretamente uma das unidades do núcleo (Belo Horizonte – Rua da Bahia, 1.148, 3° andar, Centro/ Ribeirão das Neves – Rua João de Deus Gomes, 30, Bairro Justinópolis/ Montes Claros – Rua Dona Eva, 40, Centro). A unidade de Governador Valadares encontra-se em processo de reestruturação e, momentaneamente, não está atendendo.

Os defensores dos direitos humanos em situação de ameaça podem entrar em contato por meio do telefone (31) 3916-7953 ou por email: institutodh.org@gmail.com. Nos casos do Provita e do PPCAM os encaminhamentos só são possíveis com pedidos do Ministério Público, do judiciário, de delegacias especializadas ou de conselhos tutelares.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/programas-de-protecao-garantem-direitos-humanos-de-familias-mineiras/