PSDB formaliza candidatura de Aécio à Presidência

“É preciso derrubar muros e construir pontes com os brasileiros”, diz Aécio Neves em São Paulo.

Aécio Neves: eleições 2014

Fonte: Jogo do Poder 

“É preciso derrubar muros e construir pontes com os brasileiros”, diz Aécio Neves em São Paulo

Diminuir o abismo entre população e governo. Esse é um dos principais anseios externados pelo presidente nacional do PSDBsenador Aécio Neves, durante a Convenção Nacional do partido. Cerca de cinco mil pessoas participaram do evento, que oficializou a candidatura de Aécio à Presidência da República. O tucano foi eleito com 99,11% dos votos.

“Não podemos aceitar mais essa reiterada e perversa tentativa de dividir o país ao meio. Temos sim que lutar com toda a nossa energia para derrubar os muros que dividem os brasileiros em varias condições”, disse. “Já passou da hora de todos sermos tratados como iguais, com deveres e direitos iguais. Precisamos derrubar muros e construir pontes”.

Muito aplaudido pelas lideranças políticas, militantes e simpatizantes presentes, Aécio relembrou avanços obtidos pelo país sob a direção do PSDB, como o fim da hiperinflação e a estabilidade da moeda conquistada com o Plano Real; a Lei de Responsabilidade Fiscal; a produção de medicamentos genéricos – sob a tutela do então ministro da SaúdeJosé Serra; a ampliação do acesso às telecomunicações; a criação de agências reguladoras; a modernização de portos e a simplificação do sistema tributário.

“Para onde quer que se olhe, há marcos fundamentais de modernidade implantados por nós, quando tivemos a honrosa responsabilidade de governar o Brasil”, afirmou.

Aécio criticou ainda a resistência do governo petista em admitir as contribuições dadas pelo PSDB ao longo da história.

“Não adianta nossos adversários quererem, porque a história não se reescreve. Ela está aí para ser revisitada e reconhecida. A nossa coerência com nossos princípios, nossos valores, nos manteve na liderança da oposição pelos últimos 12 anos”, avaliou.

“Mas é preciso reconhecer que os nossos adversários também mantiveram a sua coerência durante todo esse período. Quem foi contra o Plano Real é que hoje permite a volta da inflação. Quem foi contra a Lei de Responsabilidade Fiscal é quem hoje assina a maldita contabilidade criativa. Quem se negou a apoiar a união nacional defendida porTancredo Neves e Itamar Franco em dois momentos importantíssimos da vida nacional são os mesmos que se esforçam hoje em dividir de forma perversa o Brasil entre nós e eles”, acrescentou.

“Tsunami por mudanças”

Para o senador, o que antes era uma brisa por mudança, agora é uma ventania, um “tsunami que vai varrer do governo federal aqueles que não têm se mostrado dignos e capazes de atender as demandas da população brasileira”.

“Hoje me encontro aqui representando brasileiros de várias partes do país, e cada vez mais vem em mim um sentimento de serenidade e coragem. Não estamos aqui para construir o projeto de um partido político ou de uma aliança partidária, por mais ampla que seja. Estamos aqui para dizer um basta definitivo àqueles que se apropriaram do Estado nacional, e iniciarmos no Brasil um novo e generoso ciclo onde haja educação de qualidade, saúde digna e segurança na porta das famílias brasileiras”, completou.

Anúncios

Publicado em 16/06/2014, em política e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: