Gestão da Educação: alunos de Campo Belo discutem como proteger o Meio Ambiente em ações do cotidiano

Estudantes refletem sobre como todos podem ajudar a proteger o planeta por meio de atitudes simples.

Divulgação / SEE
Alunos detalharam ações que podem ser mudadas para proteger a natureza.
Alunos detalharam ações que podem ser mudadas para proteger a natureza.

De olho na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio +20, a Escola Estadual Abílio de Neves, de Campo Belo, no Centro-Oeste de Minas, vem promovendo, neste mês de junho, ações de melhorias ambientais que estão mexendo com os alunos e a rotina da escola. Transformando garrafas pets em utensílios para o dia-a-dia, como brinquedos e acessórios, os estudantes trabalharam em cima de 32 ações simples que podem ajudar na preservação do meio ambiente. As atividades têm o apoio da Secretaria de Estado da Educação.

Lavar o carro com balde e um pano e não com mangueira; pintar a casa com cores claras,para permitir um maior reflexo da luz interna economizando assim energia; evitar banhos demorados e desperdício de comida; descartar pilhas, baterias e lâmpadas fluorescentes em locais adequados; dar carona para seus amigos,vizinhos e colegas. Esses são alguns dos pequenos gestos que se adotados por todos podem trazer um impacto positivo enorme para o planeta, lembrou a professora de Ciências Loíde Soares Barbosa. “São ações que reduzem a produção de lixo, a emissão de gases que contribuem para o efeito estufa, a contaminação dos solos e o desperdício de água potável”, reiterou.

Tendo em vista a consciência ambiental, a professora convidou os pupilos a repensarem suas ações diárias, como a destinação do lixo doméstico e do óleo de cozinha usado e uso da água, e o que podem fazer para melhorar de forma efetiva os maus hábitos. “

Os alunos também foram convidados a repensar a temática a partir de um seminário sobre o filme Animais Unidos Jamais Serão Vencidos, animação inspirada na fábula infantil “A Conferência dos Animais” do alemão Erich Kästner, escrita em 1949. O filme que conta a história de uma turma de animais que se desloca de diversas partes do mundo para fugir da devastação de seu habitat natural, instigou os estudantes a refletirem sobre de que forma nossas atitudes podem contribuir para a preservação e para destruição do meio ambiente, como a construção de uma enorme barragem para abastecer um resort.

No filme, que também traz alguns toques do clássico da literatura “A Revolução dos bichos”, do escritor George Well, um galo francês, um canguru australiano, um diabo da Tasmânia, uma fêmea de urso polar e um casal muito simpático de tartarugas idosas de Galápagos vão para a savana africana em busca de alimento, água e conforto para sobreviverem. “Animais Jamais serão Vencidos tem uma animação belíssima, que além de reproduzir paisagens que vão da savana africana ao Ártico, propicia aos jovens a reflexão de situações calamitosas, como o degelo das calotas polares. Tenho certeza que eles aprenderam muito”, concluiu a professora.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/alunos-de-campo-belo-discutem-como-proteger-o-meio-ambiente-em-acoes-do-cotidiano/

Publicado em 22/06/2012, em Anastasia, Antonio Anastasia, Choque de Gestão, Gestao Pública, Gestão, Gestão Eficiente, Gestão em Minas e marcado como , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: