Governo de Minas: casais que trabalham no Mineirão revelam paixões no Dia dos Namorados

No futuro palco da Copa do Mundo de 2014, corações apaixonados batem forte – mas ainda não é por causa do futebol

O futuro palco da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 abriga corações apaixonados de casais que conciliam trabalho pesado com romance após o expediente. É o caso de Mariane da Costa Maciel, engenheira de planejamento, e de Fernando Pereira da Silva, encarregado administrativo. Eles se conheceram em uma obra em São José dos Campos (SP), há quatro anos. Já casados, passaram um aperto quando Mariane foi convidada a trabalhar no Mineirão, em janeiro de 2011. “Essa vida no trecho (de quem trabalha em obras espalhadas pelo país) é difícil mesmo. Ficamos apreensivos quando uma obra termina, pois nunca sabemos para onde seremos deslocados”, conta Mariane.

Mas a tensão acabou em menos de dois meses, quando Fernando também foi convidado para trabalhar nas obras do estádio. “Fiz de tudo para trabalhar ao lado do meu amor. Até que um dia meu gerente chegou com a notícia. Fiquei muito feliz. Certamente, trabalhamos bem melhor quando estamos juntos. Tudo fica mais fácil, pois não temos que encarar a distância. Tem dia que eu nem a vejo por aqui, com tantos afazeres que temos. Mas só de saber que vamos voltar para a casa juntos, já é bom demais”, conta Fernando.

Mariane mostra que realmente tem talento para planejamento. Quando indagada sobre a possibilidade de ter filhos, ela responde positivamente, mas quando chegar a hora certa. “Quero ser mãe, mas para isso tenho que planejar com calma. É muita responsabilidade, e por isso preciso trabalhar muito para alcançar o sonho”, relata.

Amor à primeira vista. Outro casal que tem tudo para comemorar no dia 12 de junho é Viviane Aline da Silva, apontadora, e Otoniel da Silva Pinheiro, do setor de recursos humanos. Eles se conheceram no canteiro de obras do Mineirão, em abril de 2011. “Foi amor à primeira vista. Ela me pediu para eu ajudá-la a carregar um galão de água e eu já pensei comigo mesmo: vou namorar essa menina”, lembra Otoniel.

“Pouco tempo depois fui direto, falei no ouvido dela: quero namorar você. E ela me olhou, mas não respondeu na hora. Como quem cala consente, vi que ali tinha nascido uma bela história de amor”, detalha Otoniel.

Hoje os dois moram juntos e estão noivos. E o momento da troca de alianças aconteceu em outro cenário bastante conhecido de Belo Horizonte, também na região da Pampulha: o Mineirinho. “Comprei um anel para a Viviane, e quando visitávamos o Mineirinho, aproveitei o momento especial”, conta Otoniel.

Planos no altar

Aniely Oliveira Félix é faxineira no refeitório do canteiro de obras do Mineirão. É colega de Gisele Silva Rodrigues, auxiliar de cozinha no mesmo local. Elas começaram a trabalhar no início deste ano, mas as coincidências não param por aí. Além do novo emprego, as duas também conquistaram novas paixões. Gisele começou a namorar com Alisson Kennedy Ferreira Leite, conhecido como Gaspar, que trabalha como vigia e é um dos detentos inseridos no mercado de trabalho dentro do Mineirão. Já Aniely iniciou um romance com Jean Charles Pereira, servente e que também é detento.

“Eu vendia salgado na portaria do Mineirão e desde que vi Jean Charles pela primeira vez fiquei interessada. Mandávamos recados pelos amigos até que começamos o namoro”, conta. Como tem liberdade condicional, Jean Charles ganhou uma semana fora da prisão em fevereiro. “Eu o convidei para passar esse tempo em minha casa. E ele aceitou”, relata Aniely. Ela conta que tem cerca de meia hora por dia, durante o almoço, para matar a saudade do namorado. “Fora isso, visito Jean Charles todos os domingos, na José Maria Alckmin, onde ele está detido”.

A expectativa de Jean Charles é conquistar a liberdade plena ainda neste ano. Sendo assim, os planos para casamento já começaram. “Ele é muito ciumento, mas muito carinhoso e me faz sentir a melhor mulher do mundo. Eu já tenho uma filha e ele também, mas queremos ter o nosso neném”, revela a faxineira.

Gisele conheceu Gaspar durante o horário de almoço. “Ele vinha almoçar aqui e a gente começou a paquerar. Até o dia em que ele chegou para conversar comigo, quando estava saindo do trabalho. Deu tudo certo, estamos completamente apaixonados”, conta a cozinheira. Ela mora no bairro São Gabriel e, assim como a colega Aniely, espera a liberdade de Gaspar para planejar o casamento. “Ainda não sei como vai ser, mas tenho certeza de que vamos morar juntos”, conclui Gisele, mostrando a foto do casal em seu celular.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/casais-que-trabalham-no-mineirao-revelam-paixoes-no-dia-dos-namorados/

Publicado em 11/06/2012, em Anastasia, Antonio Anastasia, Choque de Gestão, Gestao Pública, Gestão, Gestão Eficiente, Gestão em Minas e marcado como , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: