Governo de Minas: representante da Unesco visita obras do Hidroex

Para András Szöllösi-Nagy centro de pesquisa aplicada em água já é um modelo para o mundo

Divulgação / Sects
András Szöllösi-Nagy (de camisa branca) elogiou a estrutura que está sendo construída para o Hidroex
András Szöllösi-Nagy (de camisa branca) elogiou a estrutura que está sendo construída para o Hidroex

O Hidroex, centro de categoria II da Unesco dedicado a educação, capacitação e pesquisa aplicada em água, implantado pelo Governo de Minas – com o apoio do Governo Federal – em Frutal, no Triângulo Mineiro, já pode ser considerado um modelo para o mundo. A afirmação é do reitor do Instituto de Educação para as Águas da Unesco (IHE), András Szöllösi-Nagy, uma das maiores autoridades em recursos hídricos do mundo. Nesta quinta-feira (3), ele visitou as instalações do Unesco-Hidroex e conheceu o projeto da Cidade das Águas, que já está em obras.

Acompanhado do secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, e do consultor da Unesco, Richard Meganck, o reitor ficou impressionado com o crescimento do Unesco-Hidroex, graças aos investimentos  do Governo de Minas e do Governo Federal, que já somam mais de R$ 100 milhões.

András visitou Frutal há cinco anos, quando o Unesco-Hidroex foi inaugurado em sua sede provisória. “Dos 22 centros de categoria II da Unesco, em todo mundo, o Unesco-Hidroex com certeza é referência”, afirmou. O reitor disse também que, em médio prazo, o Unesco-Hidroex conseguirá se tornar um centro de categoria I, assim como o IHE. “Com certeza será um dos próximos a conquistar essa chancela”, completou.

De acordo com András Szöllösi-Nagy, a gestão de recursos hídricos é uma das maiores preocupações mundiais, e faltam profissionais capacitados para atuarem nesta área. Ele afirmou que o Governo de Minas, por meio do Unesco-Hidroex, vai contribuir muito neste sentido, formando gestores, pesquisadores e especialistas, não só no Brasil, mas também nos países da América Latina, Caribe e África.

“Vocês não imaginam a importância de um centro como este para o mundo, que está focado nas questões relacionadas à água, levando em consideração que em breve teremos nove bilhões de pessoas habitando o nosso planeta”, explicou Nagy.

Na oportunidade, o secretário Narcio Rodrigues reafirmou que o Unesco-Hidroex está preparando a documentação necessária para se transformar no campus do IHE dedicado à América Latina e o Caribe, passando a ser propriedade das Nações Unidas.

Após conhecer as instalações do Unesco-Hidroex e o projeto de implantação da Cidade das Águas, András Szöllösi-Nagy afirmou que o centro preenche todos os requisitos considerados para se tornar um campus do IHE.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/representante-da-unesco-visita-obras-do-hidroex/

Publicado em 04/05/2012, em Anastasia, Antonio Anastasia, Choque de Gestão, Gestao Pública, Gestão, Gestão Eficiente, Gestão em Minas e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: