Governo de Minas: Porta a Porta levanta mapa de privações em cidades do Sul do Estado

Levantamento é realizado nos municípios de Candeias, Guaranésia, São Bento Abade e São Thomé das Letras

Leandra Valadares
A costureira Patrícia de Fátima Marques Raimundo, de 31 anos, recebeu a pesquisadora do Porta a Porta em sua residência
A costureira Patrícia de Fátima Marques Raimundo, de 31 anos, recebeu a pesquisadora do Porta a Porta em sua residência

Moradores dos municípios de Candeias, Guaranésia, São Bento Abade e São Thomé das Letras recebem até a próxima sexta-feira (13) a visita de técnicos Porta a Porta. Executado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), o projeto promove a busca ativa das famílias em situação de risco social e identifica as principais privações nas áreas de saúde, bem estar, empregabilidade e educação em cada cidade selecionada.

O levantamento, iniciado nas cidades sul-mineiras na segunda quinzena de março, prevê visita a 14.348 domicílios da região. Além de Candeias, Guaranésia, São Bento Abade e São Thomé das Letras, outros moradores de 67 municípios de todo o Estado deverão ser visitados pelas equipes do Porta a Porta neste ano. Em 2011, o projeto identificou, em 59 municípios, mais de 120 mil famílias que, até então, estavam invisíveis às políticas públicas.

Baseado na metodologia do Índice da Pobreza Multidimensional (IPM), do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o questionário levanta questões relacionadas à saúde, à educação, à empregabilidade, bem estar, se há interesse por capacitações, dentre outros temas. A partir do levantamento dos dados, é produzido um “mapa de privações que vai direcionar as políticas públicas nos municípios.

“Só por meio da identificação de privações é que conseguiremos fazer todo o plano de intervenção do Estado nessas cidades, uma vez que vamos estar mais próximos da realidade dos moradores e dos municípios. Isso nos possibilita entender o que esses domicílios têm de privação para levarmos recursos, projetos e programas para que eles possam sair dessa situação de privação”, enfatiza a subsecretária de Projetos Especiais de Promoção Social da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), Maria Albanita de Lima.

Retrato social dos municípios

Guaranésia, município com 18,7 mil habitantes, conta desde o dia 21 de março com 37 pesquisadores do Porta a Porta. A expectativa é de que sejam visitadas 5.600 residências na cidade, uma média de 350 entrevistas por dia.

O prefeito de Guaranésia, João Carlos Minchillo, destaca a importância da ação. “Tomei conhecimento do programa que é aplicado em municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), o que não é o caso da nossa cidade. Entretanto, solicitei que o Porta a Porta viesse para Guaranésia. Ao conhecer a realidade do nosso município de uma forma mais profunda poderemos direcionar futuras políticas públicas a serem desenvolvidas em parceria com o governo mineiro”, afirma Minchillo. “Antigamente as políticas públicas ficavam restritas aos municípios maiores. Hoje, com projetos como o Porta a Porta, o Governo de Minas tem mostrado o seu interesse em conhecer e melhorar a realidade dos pequenos municípios”.

A costureira Patrícia de Fátima Marques Raimundo, de 31 anos, recebeu a pesquisadora do Porta a Porta em sua residência. Com oito meses de gravidez, Patrícia aguarda com ansiedade e esperança o nascimento do filho que vai receber o nome de Fernando Henrique. “Espero que pesquisas como essa resultem em um Estado melhor para as nossas crianças mineiras. Espero um futuro melhor para os meus filhos”, destaca Patrícia, que já é mãe de João Guilherme.

Diretora da Sedese da regional de Poços de Caldas, da qual o município de Guaranésia pertence, Elina Jurema Costa explica que os dados levantados na pesquisa serão enviados à Sedese e os questionários ficarão para utilização do executivo municipal. “O projeto é importante para o Estado e principalmente para as prefeituras, pois assim elas conseguem um retrato social do seu município”, destaca Elina.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/porta-a-porta-levanta-mapa-de-privacoes-em-cidades-do-sul-do-estado/

Publicado em 09/04/2012, em Anastasia, Antonio Anastasia, Choque de Gestão, Gestao Pública, Gestão, Gestão Eficiente, Gestão em Minas e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: