Gestão em Minas: desenvolvimento econômico é tema de reunião entre Dorothea Werneck e lideranças do Centro-Oeste

Encontro, promovido pela Sede em parceria com a Fiemg, foi destinado à discussão de propostas para fomentar o desenvolvimento regional

A secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck, participou, nesta terça-feira (28), de uma reunião com empresários, em Divinópolis, região Centro-Oeste de Minas. O encontro, promovido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) em parceria com a regional da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), foi destinado à discussão de propostas para fomentar o desenvolvimento regional.

Dorothea Werneck reiterou que o grande desafio do Governo de Minas é a atração de investimentos para todas as regiões do Estado. Desde o ano passado, a Sede vem promovendo uma série de reuniões nas macrorregiões mineiras para divulgar a estrutura do Sistema Operacional de Desenvolvimento Econômico e ouvir de empresários e prefeitos sugestões e propostas para fomentar o crescimento sustentado. “A parceria entre Estado e municípios é fundamental para identificar as principais características de cada região e promover a vinda de novas empresas ou a expansão daquelas já instaladas em Minas”, enfatizou.

Também participaram da reunião o subsecretário de Indústria, Comércio e Serviços da Sede, Marco Antônio Rodrigues da Cunha, o presidente da Regional Centro-Oeste da Fiemg, Afonso Gonzaga, o prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo, e o presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Ângelo Roncalli.

Durante a tarde, Dorothea Werneck participou de um encontro promovido pela Sede em parceria com a AMM com 15 prefeitos e secretários municipais da região. Para a secretária, Minas Gerais e o Brasil vivem um momento extremamente propício para a atração de novos projetos. O processo de negociação, segundo ela, começa com o que o Estado pode oferecer em termos de infraestrutura, oferta de energia, profissionais qualificados, logística, entre outros. No entanto, em muitos casos a grande dificuldade é a oferta de terrenos. Nesse sentido, acrescentou que o Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi) já iniciou o cadastro de áreas disponíveis e vem contando com o apoio das prefeituras para auxiliar na orientação do empreendimento.

“Estamos em um momento muito bom e temos que aproveitar para dizer aos investidores porque eles devem vir para Minas Gerais. Quanto maior o volume de informações maior é a atratividade para novos empreendimentos no Estado”, afirmou a secretária.

Fonte: Agência Minas

Publicado em 28/02/2012, em Anastasia, Antonio Anastasia, Choque de Gestão, Gestao Pública, Gestão, Gestão Eficiente, Gestão em Minas e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: