Gestão Anastasia: chega a 2.875 o número de casas entregues pelo Governo de Minas na região Norte

Nesta semana, mais 90 casas serão entregues nos municípios de Engenheiro Navarro, Francisco Dumont e Joaquim Felício

O Norte de Minas receberá, nesta quarta (29) e quinta-feira (1º), mais 90 casas destinadas a famílias de baixa renda dos municípios de Engenheiro Navarro, Francisco Dumont e Joaquim Felício. Com as entregas, a região chegará à marca de 2.875 de novas moradias com chaves já liberadas a seus donos. Outras 1.272 unidades já estão prontas, à espera somente do término de obras infraestrutura, a cargo das prefeituras, para serem entregues. O total de casas já construídas no Norte de Minas soma 4.167 unidades em 60 municípios, correspondendo ao investimento de R$ 104 milhões e à geração de 12.500 empregos diretos e indiretos durante as obras.

As solenidades de inauguração dos três conjuntos começam pelo município de Engenheiro Navarro, onde a Cohab Minas construiu o Conjunto Habitacional Carlúcio Barbosa da Luz Duarte, com 30 casas. A cerimônia será realizada nesta quarta-feira (29), às 16h, e contará com a presença do prefeito municipal, Sileno Dias Lopes da Silva, e do gerente de Serviços e Logística da Cohab Minas, José Hertz Cardoso, representando o presidente Octacílio Machado Júnior.

Ainda nesta quarta, às 19h, o representante da Cohab Minas e o prefeito municipal de Francisco Dumont, João Geraldo Azevedo, liberam as chaves das casas do Conjunto Habitacional Maria José Alves Pinto. Serão 29 casas no padrão convencional e uma casa especial para pessoa cadeirante.

Na quinta-feira (1º), às 17h, em Joaquim Felício, o gerente José Hertz e a prefeita municipal, Eliana Colen Pimenta de Abuabara, inauguram o Conjunto Habitacional Benjamim José Antônio, também com 30 casas.

Os três empreendimentos foram implantados mediante parceria do Lares Gerais Habitação Popular, programa habitacional do Governo de Minas, com o programa federal Minha Casa, Minha Vida. Na construção das obras foram investidos R$ 2.953,500,00, sendo R$ 1.512.500,00 oriundos do Governo do Estado; R$ 1.170.000,00, do Minha Casa, Minha Vida; e R$ 270.000,00 das prefeituras, sob a forma de doação e urbanização dos terrenos onde foram construídos os conjuntos.

Fonte: Agência Minas

Publicado em 28/02/2012, em Anastasia, Antonio Anastasia, Choque de Gestão, Gestao Pública, Gestão, Gestão Eficiente, Gestão em Minas e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: