Gestão Anstasia: Semad e PUC Minas inauguram auditório marco zero da Rota Lund

Foi inaugurado o Auditório do Museu de Ciências Naturais

Marta Carneiro/PUC Minas
O secretário de Meio Ambiente, Adriano Magalhães, durante a solenidade de inauguração
O secretário de Meio Ambiente, Adriano Magalhães, durante a solenidade de inauguração

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad) e a Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) inauguraram, na nesta sexta-feira (24), o Auditório do Museu de Ciências Naturais. Para a construção da obra, que simboliza o marco zero da Rota Lund, foi investido um total de R$ 1,96 milhão, por meio de convênio celebrado entre a Semad e a PUC Minas.

O espaço inaugurado tem aproximadamente 400m² com capacidade para receber 200 pessoas. Será utilizado por alunos e professores dos ensinos fundamental e médio, sobretudo das escolas da rede pública, que participarão de Programas de Educação Ambiental desenvolvidos pelo Governo de Minas, abrangendo tópicos de paleontologia, arqueologia, espeleologia e ecologia, com palestras e apresentações culturais.

Definida pelo governo estadual como um de seus Projetos Estruturadores, a Rota Lund tem como objetivo a implantação de um roteiro turístico pela área cárstica da região metropolitana de Belo Horizonte, aliando preservação ambiental, educação, cultura, turismo e desenvolvimento sustentável. O percurso tem uma distância de 120 quilômetros e inclui, além do Museu de Ciências Naturais da PUC, o Parque Estadual do Sumidouro (Lagoa Santa e Pedro Leopoldo), as Grutas da Lapinha (Lagoa Santa), Maquiné (Cordisburgo) e Rei do Mato (Sete Lagoas).

“Estamos investindo cerca de 10 milhões de reais na Rota Lund e esperamos que essa iniciativa traga uma nova visão para crianças, adolescentes e jovens, no que se refere à conservação e proteção das Unidades de Conservação no Estado”, disse o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais, Adriano Magalhães.

Para o reitor da Universidade Católica de Minas Gerais, Dom Joaquim Mol, a parceria que celebram Governo de Minas e Universidade Católica só foi possível pelo interesse das duas instituições em trabalhar efetivamente para o público. “Somos fazedores de cultura e conhecimento, procurando favorecer e edificar cada vez mais nossa sociedade. Esse auditório é um local de encontro, de quem aprende e assim poderá em outro momento, também ensinar”, disse.

O curador da coleção de Paleontologia do Museu da PUC Minas, Castor Cartelle, disse que a parceria entre Estado e PUC Minas para a construção do auditório foi perfeita. “Esse é o segredo do museu: plantar o futuro”, finalizou.

Fonte: Agência Minas

Publicado em 27/02/2012, em Anastasia, Antonio Anastasia, Choque de Gestão, Gestao Pública, Gestão, Gestão Eficiente, Gestão em Minas e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: