Gestão Anastasia: estudo vai identificar perfil de trabalhadores de lixões em Minas Gerais

Iniciativa inédita no país, Fundação João Pinheiro irá mapear municípios mineiros onde existem depósitos de lixo precários

BELO HORIZONTE (25/01/12) – Analisar as condições de vida e características de pessoas que atuam como catadores em áreas de lixões de Minas Gerais, com foco na situação de vulnerabilidade de crianças e adolescentes. Este é o objetivo de um contrato assinado pela Fundação João Pinheiro (FJP) e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) em dezembro de 2011.

Iniciativa inédita no país, o estudo irá mapear os municípios mineiros em que existem depósitos de lixo precários e identificar os locais em que há atuação desses trabalhadores. Por meio de pesquisa in loco, serão identificados aspectos como saúde, trabalho, rendimentos e condições de vida das pessoas que trabalham nessas áreas de risco.
“Muitos lixões possuem famílias trabalhando em circunstâncias altamente vulneráveis e insalubres. Nosso propósito é caracterizar essas pessoas, especialmente as crianças”, explica o diretor do Centro de Estatística e Informações da fundação, Frederico Poley.
Segundo o diretor, não há registros de quantas pessoas trabalham nessas áreas, o que impossibilita a efetiva criação e implementação de programas sociais exclusivamente voltados para esta parcela da população. “A metodologia em que estamos trabalhando vem justamente mensurar dados até então não explorados. Tudo isso é novidade”, afirma.
Com conclusão prevista para 2013, o estudo está em sua fase inicial. A partir do mês de junho, equipes de recenseadores irão a campo para realizar a coleta dos dados. Na fase seguinte, essas informações serão sistematizadas em um banco de dados e analisadas.
Na etapa final, os dados serão organizados em documento único que irá detalhar a descrição das variáveis, a localização específica dos catadores e todas as informações sócio-demográficas levantadas pelo estudo. O relatório conclusivo servirá de base para o direcionamento de esforços por parte do Governo de Minas e subsidiará a elaboração de políticas públicas voltadas para esta parcela da população.
Fonte: Agência Minas

Publicado em 25/01/2012, em Anastasia, Antonio Anastasia, Choque de Gestão, Gestao Pública, Gestão, Gestão Eficiente, Gestão em Minas e marcado como , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: